Por acreditarem na necessidade de dar a ouvir a voz dos portugueses, as seguintes personalidades apoiam o Fórum dos Cidadãos: Believing in the need for change in the way citizens make themselves heard, Fórum dos Cidadãos is supported by:


Eduardo Lourenço: “Apoio esta importante iniciativa. É vital que surjam novas formas de envolver os cidadãos na política.”

José Gil: “Nada mais urgente, hoje, do que repensar e reinventar a democracia. É o objectivo do Fórum dos Cidadãos que surge como uma proposta singular e necessária no nosso espaço público.”

David Justino: “A força da democracia está nos seus cidadãos e nas suas instituições. Mas se os cidadãos perdem a confiança nas instituições, não têm outra alternativa senão mobilizarem-se e organizarem-se para as credibilizar. Se eles não o fizerem, ninguém o fará por eles e sem eles. O Fórum dos Cidadãos é um passo importante nesse sentido.”

Marisa Matias: “Os sistemas democráticos vivem um momento de crise. Essa crise não se resolve apenas pela via institucional, é preciso envolver toda a sociedade. As mobilizações e iniciativas cidadãs como o Fórum dos Cidadãos são hoje de maior importância para aspirarmos a uma democracia completa.”

Filipe Anacoreta Correia: “A bondade de um regime democrático depende do empenho persistente dos cidadãos. O Fórum dos Cidadãos é uma importante convocatória neste âmbito.”

Margarida Mano: “O conceito de Democracia exige, mais do que nunca, no mundo global deste início de milénio, um novo Iluminismo que só poderá ser conseguido com instituições ao serviço do bem público, cidadãos esclarecidos e o rigoroso escrutínio da uma sociedade civil comprometida. O Fórum dos Cidadãos é uma iniciativa exemplar ao serviço desta Democracia.”

Manuel Maria Carrilho: “Uma iniciativa oportuna e necessária, porque não há cidadãos sem fóruns: de ideias e debate, de escrutínio e de propostas. E não haveria melhor tema para começar do que o da confiança/desconfiança dos cidadãos na política, é aqui que tudo sempre se decide.”

Adriano Moreira: “A sociedade civil, incluindo as instituições, tem de estar sempre mobilizada e atenta. O Fórum dos Cidadãos é orientado para esse dever.”

Álvaro Beleza: “Nada é imutável na vida – e os regimes democráticos também não o são. O essencial é que, na sua transformação, evoluam para sociedades cada vez mais abertas, mais livres, mais dinâmicas, onde o elevador social funcione melhor. É fundamental que a sociedade civil em Portugal se torne progressivamente mais forte. Iniciativas como a do Fórum dos Cidadãos são um excelente contributo nesse sentido.”

António Coutinho: “Uma necessidade absoluta para a cidadania, uma lufada de ar fresco numa atmosfera política poluída. Por acréscimo, uma proposta nova e construtiva, com futuro.”

José Magalhães: “Weber alertou para a diferença entre "viver para a política" e viver da política". Mas na era da erosão dos Estados só a acção cívica inovadora impedirá o colapso da democracia. Mil fóruns floresçam.”

E ainda: As well as:

Ana Gomes

Rui Tavares

Henrique Neto

Nicolau Santos